Cinco destaques da FCE Cosmetique 2019

 

Expositores trazem inovação, tecnologia e soluções para estimular o crescimento do setor de beleza no Brasil

“Conseguimos entregar a nossa proposta de valor”, afirma Diego Carvalho, diretor da FCE Cosmetique, explicando o resultado da edição deste ano, que foi realizada no São Paulo Expo de terça-feira, 21, até ontem, 23. “A feira é um instrumento fomentador da indústria, temos um retorno dos expositores de que aumentou o grau de qualificação da visitação, temos um público ainda mais definido, formado por profissionais de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e de decisores, que representam quase 70% dos visitantes”, contou à reportagem na última tarde do evento.

Um ponto que chama a atenção, segundo Carvalho, foi a presença de pequenas e médias fabricantes. “Empresas que faturam de R$ 30 milhões a R$ 100 milhões foram destaques na participação, ajudando de maneira expressiva na geração de negócios”, diz.

A Rodada de Negócios realizada no dia 22, Diego exemplifica, contou com 15 empresas de matérias-primas e cerca de 60 compradores, gerando R$ 11,5 milhões em negócios. Outros destaques da FCE Cosmetique 2019, de acordo com o executivo, foram as áreas de Indústria 4.0 e os conteúdos de inovação, divulgados no Innovation Center. Confira outros destaques do evento:

 

1) Inspiração olfativa

Seja qual for a inovação, o cheiro pode somar muitos pontos na hora de conquistar o consumidor, em qualquer tipo de produto cosmético ou de higiene pessoal. Por isso, empresas de fragrâncias costumam surpreender e, naturalmente, são destaques na FCE Cosmetique. Nesta edição 2019, não foi diferente.

A FAV 105/Firmenich se inspirou em uma tendência identificada pela Mintel de que a diversão e o lado lúdico podem chamar a atenção e conquistar público. Por isso, usou esse conceito em seu estande para demonstrar o seu potencial criativo. O resultado foi o Jogo dos Prazeres.

“Tínhamos receio de montar algo lúdico que remetesse muito ao infantil, por isso fomos para o lado do jogo. Pensar em Casino seria mais complexo, então chegamos a essa apresentação, propondo criações relacionadas às cartas mais altas do baralho”, explica Sandra Heilborn, gerente de marketing da FAV 105.

No estande, quatro estações interativas traziam criações olfativas relacionadas a uma interpretação leve e divertida de rei, rainha, valete e coringa. Para o joker, “ávido por um banquete cheio de guloseimas”, segundo a ‘viagem’ criativa da empresa, a fragrância contava com “um alto teor de notas lactônicas condensadas e frutais viciantes”. “Um êxtase gourmand, que desperta desejo e alegria”. E de forma similar, as outras três estações apresentaram suas fragrâncias para as outras cartas.

A IFF/Scentec levou à feira quatro grandes tendências, para as quais criou sugestões que levavam à experimentação de cheiros inspiradores. Uma delas foi a tendência Let’s Have Fun, relacionada a: #conectados, #experimentação, #influenciadores. Neste caso, destaque para as notas goumands. Já para a tendência Good Vibes, relacionada a #exploradores, #sustentáveis e #bem-estar, o destaque foi para as notas refrescantes. O estande ainda ressaltou as tendências More Attitude, com holofotes mirados às notas marcantes, e Time for Freedom, criações com notas clássicas.

Já no estande da Vollmens Fragrances, o clima era de celebração, em um lounge especialmente criado para a empresa comemorar os seus 15 anos junto de amigos, clientes e visitantes. Cubos de gelo feitos de Caps Dry (cápsulas secas de fragrância, tecnologia apresentada pela empresa em edição passada da feira), decoravam o balcão de um bar, que oferecia “bebidas moleculares” para despertar experiência sensorial relacionada a tipos diferentes de fragrâncias

Quem passou por lá, pode experimentar o “caviar de rosas”, a “esfera de morango com geleia de pimenta”, a “infusão que misturava algodão doce com gengibre” e o “suspiro de doce de leite com canela”. A empresa ainda levou quatro criações olfativas, duas masculinas e duas femininas, baseadas nesses ingredientes: pimenta, rosa, canela e gengibre.

“A FCE é muito importante no calendário, estamos otimistas no mercado, sempre com foco em muito trabalho”, afirma Nestor Mendes, diretor da empresa. “Aproveitamos esse momento para celebrar nossos 15 anos fortalecendo nossas parcerias e relacionamento com clientes”, completa.

 

2) Amostras – potencial no Brasil

Amostras no Brasil podem ser uma oportunidade promissora, tanto para conquistar público quanto para gerar uma experimentação mais personalizada e individual. A Arcade Beauty levou essa proposta à FCE, demonstrando seu portfólio de amostras que podem ser usadas para diversos tipos de cosméticos, como perfumes, batons, sombras, pó e cremes antirrugas, entre muitos outros.

“Uma oportunidade principalmente para itens mais premium, dose única”, explica Aline Misael, diretora comercial e de marketing da empresa. Ela ressalta que esse formato já faz sucesso fora do Brasil há um bom tempo, como em Nova York, mas que aqui no País ainda é novato e, por isso, tem bastante a ser explorado.

A Adhespack também explorou esse segmento e levou à FCE Cosmetique uma novidade: a máquina de amostra de maquiagem – Self Sampling –, um sistema de autoatendimento para amostragem em ponto de venda (PDV). A empresa já tinha lançado essa máquina, há alguns anos, para perfumaria.

A empresa SkinLab, do mesmo grupo, é responsável pela terceirização de cosméticos e pelo envase de produtos nas amostras. Renata Lima, da área comercial, diz que aumenta a procura por máscaras e séruns, e também de fabricantes que demandam baixo volume de produtos. “No mercado, a quantidade mínima de sachês chega perto de 40 mil unidades, mas aqui trabalhamos com menos, um mínimo de 5 mil”, conta.

 

3) Pensamento inovador

Para estimular a inovação, as distribuidoras expositoras da FCE Cosmetique costumam entregar conceitos e sugestões de produtos feitos com matérias-primas de suas representadas. A Chemspecs foi direto e reto ao ponto, simples, objetiva e criativa. Levou ao evento sete sugestões, destacando ingredientes de diversas empresas que representa, como os extratos vegetais da francesa Naolys e da brasileira Biota E, as argilas de diferentes cores da Brazilian Kimberlite e as sílicas da Siggel.

Beatriz Fabbrini de Godoy, gerente de marketing da empresa, conta que entre os produtos oferecidos para demonstrar as matérias-primas aplicadas, os principais foram xampu e condicionador veganos, o ever bronze, a pomada capilar 3D e o SOS Cutículas. “Produtos para unhas estão em alta”, diz.

O SOS Cutículas foi formulado com um emoliente de origem vegetal com alta concentração de ômega-6, ômega-9 e tocoferol (vitamina E). Possui baixo coeficiente de espalhabilidade e confere sensorial prolongado, sendo especialmente indicado para formulações de alta hidratação.

A Brenntag reforçou o conceito de formulações minimalistas, com cada vez menos ingredientes. Emerson Dorigon, coordenador técnico de personal care, explicou que a empresa apresentou os produtos de suas representadas em três pilares: biotecnologia, biomimética e ingredientes naturais.

“Blend de óleos fermentados foi nossa inovação em biotecnologia para cabelo e pele, eles potencializam todos os benefícios dos óleos, como mais maciez e leveza, mais brilho e recuperação”, explica. Fazem parte do mix óleos de argan, girassol, chá verde, camélia e amêndoa.

Além do sensorial leve, essa novidade, segundo o especialista, traz força ao produto do fabricante pois carrega o claim de fermentação, amigável à sustentabilidade, “um processo eco-friendly”.

A Chemours participou da feira junto com a Brenntag e, além de fortalecer o ácido glicólico da linha Glypure como aplicação em produtos capilares, apresentou uma inovação que está chegando ao mercado: o glicolato Glypure GL (patente pendente), um novo ingrediente anti-idade com mais penetração e desempenho maior. Uma evolução do ácido glicólico em termos de eficiência.

Gustavo Ramalho, da área técnica da Chemours, explica que o Glypure está no Brasil há uns três, quatro anos, mas ainda é considerado uma novidade e está sendo bem-sucedido no mercado, com boa aceitação e interesse de fabricantes. “Os principais benefícios que entrega são: proteção térmica, aumento da resistência mecânica e um melhor sensorial”, diz.

 

4) Quase novatos

A Apha Química, de Porto Alegre – com unidades em Cachoeirinha (RS) e Curitiba –, participou pela segunda vez da FCE Cosmetique. “Do ano anterior para cá, sentimos uma grande diferença em ter participado da feira, aumentamos a nossa visibilidade, inclusive em outras regiões”, conta Magali Caetano Kaus, analista de marketing da empresa, responsável também pela área de comunicação. “Neste ano, já temos muito trabalho pela frente, devido à visitação no estande, começamos já na segunda-feira depois do evento”, afirma.

Haydee Souza, da área de vendas mostrou as muitas novidades que a empresa levou à FCE, entre elas as novas ceras multifuncionais e esfoliantes da Juniperberry Cosmetics, seu novo parceiro, da África. “Através de um processo de obtenção que se origina do gás natural, obtemos ceras com diferentes pontos de fusão”, explica. São ideais, segundo a especialista técnica, para produtos veganos, pois a cera sintética substitui, por exemplo, a cera de abelhas. A empresa destaca ainda que esse produto traz facilidades de legislação, melhorias de coloração e odor nos produtos.

A Smart Química e a CNF, ambas de Franca (SP) e do mesmo grupo, estiveram pela terceira vez na feira. “Temos planos de crescer em cosméticos”, conta Wayne P. Colombo, diretor industrial. Hoje o setor cosmético representa 15% dos negócios da empresa e a tendência é que esse número aumente. As empresas, com cerca de 10 anos de mercado, focam em novidade baseadas em vegetalização (Smart Química) e terceirização de cosméticos (CNF). A CNF é responsável por 10 das 13 criações atuais de perfumes da marca Brooksfield.

 

5) Embalagens inovadoras

A Wheaton, expôs novamente um estande estimulante quanto à inovação. Fez brilhar os olhos dos visitantes com as suas novidades para embalagens de vidro. Além do aplicativo de realidade virtual – reforçado pela empresa como opção também para as fabricantes cosméticas proporcionarem interação do consumidor por meio da embalagem –, a empresa levou novidades que estão quase chegando ao mercado. Aguardam por homologação.

Entre elas, Natália Gonçalves, de desenvolvimento de produtos, destacou: uma embalagem vazada, com um furo no meio, que dá um acabamento especial e único no frasco; uma embalagem que possibilita brincar com uma caneta de luz negra que escreve no frasco (como um laser) e depois some; e uma embalagem com silkscreen na qual se pode sentir a fragrância do produto no próprio frasco.

“A minha percepção é de que nesta edição o visitante veio ao estande em busca de inovação, por isso nos preparamos para esse aspecto, temos realizado em outras oportunidades o Innovation Day, com clientes, e aqui na feira é uma extensão dessa iniciativa, de mostrar a todo o público esse incentivo, as novidades, as aplicações e inspirações”, diz Vanessa Misquini, supervisora de marketing da empresa.

Já no estande da Spiltag, empresa de Marília (SP), um destaque foram as embalagens de pet reciclado e biodegradável. Segundo Kátia Souza, analista de exportação, levam menor tempo para biodegradar, não geram microplásticos e não liberam carbono. Podem ser aplicadas em mais de 200 modelos com os quais a empresa trabalha, além de serem desenvolvidas também para projetos personalizados e exclusivos.

A gerente comercial Patricia Rodrigues ressalta que a empresa em um conceito mais amplo. “Não vendemos embalagens (apenas), mas inovação em design, prestação de serviços de forma diferente, apoiamos o cliente por completo”, afirma. Devido a esse esforço e outros fatores, como fechamento de contratos que geram grandes volumes, com empresas como Natura e Unilever, a empresa cresceu cerca de 25% em faturamento no ano passado. E 2019, segundo, Patricia, promete. Saiba mais dessa história e outros conteúdos relacionados à FCE Cosmetique 2019 na próxima edição da Revista H&C e também nas Notas de Mercado, aqui no site.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Redação Revista H&C

ABC - Associação Brasileira de Cosmetologia
Rua Ana Catharina Randi, 25
Jd.Petropolis
São Paulo – SP
CEP: 04637-130
Fone: +55 (11) 5044-5466
COMO CHEGAR