A startup francesa Byzance desenvolveu um sistema inédito de apresentação de perfumes, com a proposta de oferecer ao consumidor novas sensações olfativas por meio de uma experiência inovadora e divertida.
 
Inicialmente desenvolvido para uma grande marca francesa, o gerador é equipado com uma tecnologia que gera e difunde uma "nuvem" olfativa, formada unicamente a partir do concentrado de perfume (cuja fórmula não contém álcool).
 
"Atualmente, esse sistema é uma das formas mais confiáveis de restituir o odor de um perfume. O gerador pode inclusive ser usado pelos mais experientes perfumistas para testar fragrâncias", ressalta Julie Gesnouin, fundadora da Byzance. "Quando um perfume é testado em fita de papel, inevitavelmente sofre interferências olfativas".
 
Na prática, o sistema funciona com base no concentrado de perfume puro, misturado com dipropileno glicol. A proporção de cada substância varia segundo o tipo de fragrância e a volatilidade que se deseja dar à nuvem de perfume.
 
"A nuvem criada com essa técnica pode apresentar maior ou menor volatilidade, em função das exigências em matéria de marketing. Além disso, é possível controlar o fluxo de liberação da fragrância e integrar lâmpadas de LED para dar cor à nuvem de perfume", explica Julie Gesnouin. Mas, é bom frisar: a nuvem não aciona detectores de fumaça!
 
A composição final da mistura requer um mês de trabalho e deve receber o aval da marca. Antes de lançar o dispositivo, a Byzance realizou um grande número de testes, com o objetivo de garantir a inocuidade de seu sistema para a saúde do consumidor, em particular no que se refere à inalação da fumaça.
 
O gerador de nuvens olfativas está disponível na forma de uma unidade com suporte próprio, ou como um conjunto com suporte duplo, possibilitando a descoberta de mais de um perfume. O dispositivo pode ser integrado ao balcão de um ponto de venda ou utilizado como material promocional independente.
 
 

Olfactory Cloud Experience from BYZANCE on Vimeo.

 
Para as marcas, o custo de cada máquina é de aproximadamente 550 euros. O kit com três frascos de 10 ml de mistura – suficiente para 600 a 700 testes – custa 50 euros, mas as marcas podem também fabricar a mistura na linha de envase do perfume. Naturalmente, as máquinas podem ser reutilizadas para outras fragrâncias.
 
"Essa tecnologia oferece às marcas uma alternativa original para apresentar suas fragrâncias. Para o consumidor, é uma forma de redescobrir o ritual de testar um perfume. A ideia tem sido acolhida com muito entusiasmo", conclui Julie Gesnouin.
Vincent Gallon
Tradução: Maria Marques)
Fonte: Brazil Beauty News
 
O conteúdo é de total responsabilidade do(s) autor(es) e não reflete necessariamente a opinião da ABC.
ABC - Associação Brasileira de Cosmetologia
Rua Ana Catharina Randi, 25
Jd.Petropolis
São Paulo – SP
CEP: 04637-130
Fone: +55 (11) 5044-5466
COMO CHEGAR